" />

Fique informado

A reciclagem contribui para a diminuição do volume de lixo: o Brasil produz atualmente 240 mil toneladas de lixo por dia.
 

Polls

Qual o material de reciclagem que você mais recicla?
 

Acessos

Visitas: 360942
A degradação do óleo PDF Imprimir E-mail
Escrito por Administrador   
01-Apr-2012

 

 

O óleo de cozinha é um dos agentes mais perigosos, quando se fala em atingir negativamente o meio ambiente.

Ele degrada em todos os níveis:primeiro ele entope os encanamentos, depois atrai ratos e baratas para sua casa e por fim, em contato com as águas, impermeabiliza o solo e a superfície, causando a morte dos rios.

O entupimento causado pelo óleo de cozinha acontece porque ele gruda nas paredes dos encanamentos e retém restos de alimentos, como pequenos grãos ou pedaços de folhas que também são jogados na pia. O acúmulo do óleo e dos restos de alimentos, principalmente nos cotovelos dos encanamentos, gera a obstrução da água.O mesmo acontece nas caixas de gordura e de esgoto das residências. Um processo semelhante acontece nas redes públicas de esgoto, causando um problema ainda maior. Segundo a Sabesp (Saneamento de São Paulo) são realizados em média 30 desentupimentos diários da rede pública, causados principalmente pelo acúmulo de óleo de cozinha usado. O óleo, por ser um conservante natural comumente usado em conservas caseiras, garante que os restos de comida que ficam grudados no encanamento ainda sejam ricos em nutrientes. Assim, este alimento atrai vetores como ratos e baratas ao local. As baratas facilmente percorrem os encanamentos residenciais e públicos, assim como as caixas de esgoto em busca de alimentos saudáveis. Os ratos passam a conviver mais nas redes públicas e caixas de esgoto ou de gordura, onde conseguem se alimentar com qualidade. No entanto, a degradação mais acentuada acontece quando este óleo consegue chegar até os rios.Este óleo, em contato com as águas, torna-se o principal agente causador da morte dos rios.Isso acontece por que ele não se mistura com a água, pois é mais leve, criando assim, uma película na superfície dos rios, facilmente reconhecida como uma mancha que varia sua cor. Esta película bloqueia os raios e a energia solar, que serve de alimento para as plantas (Fitoplanctons) que estão no fundo dos rios. Sem poder se alimentar, estas plantas morrem. No entanto, são as plantas que se alimentam da energia e dos raios solares que em sua fotossíntese liberam o oxigênio que garante a vida dos seres que vivem nos rios. Sem a oxigenação adequada o rio perde a vida. Como conseqüência, estas manchas de óleo chegam até o fundo dos rios e causam a impermeabilização também do solo. Apenas 1 litro de óleo é suficiente para contaminar milhares de litros de água e segundo pesquisas, com pequenos hábitos cotidianos, por mês mais de 900 mil litros de óleo usado são jogados nos rios do Brasil. Para acabar com isso é simples: não jogue o restinho de óleo da sua panela na pia, guarde em uma garrafa PET e leve a um PEV (Ponto de Entrega Voluntária) do Instituto Triângulo. Lista de PEV http://triangulo.org.br/oleovegetal.php Como armazenar o óleo em casa Para guardar este óleo depois de usado em uma garrafa PET é simples: 1 – Espere o óleo esfriar na panela; 2 – Com a ajuda de um funil, despeje o óleo diretamente na garrafa PET; 3 –Em seguida feche a garrafa PET com a tampa, assim não será exalado qualquer tipo de odor e a garrafa poderá ser guardada em qualquer local da cozinha sem atrais insetos, ratos ou baratas; 4 – Com um guardanapo de papel, limpe a panela em que foi preparado o alimento com óleo e faça o mesmo procedimento com funil e coloque este guardanapo no lixo orgânico. Quando a garrafa PET estiver cheia, leve para o PEV mais perto de sua casa. Por que a garrafa PET? Em caso de acidente, como quedas, por exemplo, a garrafa PET é mais resistente e com a tampa com rosca ela evita que o cheiro do óleo exale pela casa. Mas o principal é que a garrafa PET também pode ser reciclada quando encaminhada ao PEV. Vale lembrar que PET são aspopulares garrafas de refrigerantes. Benefícios do encaminhamento adequado do óleo de cozinha usado O Instituto Triângulo vai transformar este óleo, que ia sujar e degradar o meio ambiente, em um sabão que é 95,4% biodegradável, conforme análise do laboratório Ecolizer. A transformação do óleo em sabão pelo Instituto Triângulo protege o meio ambiente e gera emprego e renda, dentro de uma ação eficaz de Desenvolvimento Sustentável. Perceba como é simples: 1 - Ao separar e encaminhar seu óleo adequadamente, a ação ambiental está sendo realizada, pois com esta atitude você evita que este resíduo vá direto para os rios, causar um impacto de degradação de alto nível e ainda evita a proliferação de vetores na sua residência. 2 – Chegando no IT, este óleo será reaproveitado e transformado em sabão garantindo a geração de emprego para jovens dentro de uma ação de inclusão social. 3 – O sabão que é resultado da ação de reciclagem é sustentável, por ser ecoeficiente (95,4% biodegradável) e ainda garantir o financiamento do projeto social e as mobilizações do IT. Assim, fecha-se um processo efetivo de desenvolvimento sustentável, contemplando o ambiental, o social e o econômico com ações positivas. Participe desta ação e faça a diferença.
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >

São Paulo Sucatas - Comércio de Sucatas
Rua Eduardo Nozelli, 150, Esplanada Independência - Taubaté - SP 12040-654
Tel.:(12) 3686-2629